quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Metamorfose Ambulante


A velha história da metamorfose ambulante ainda existe e circula feito gente por aí. Uns não admitem por nada desse mundo que tem a cabeça fechada e vive com uma só idéia. Outros cedem mais, e acreditam que ‘algum dia’ podem vir á pensar em mudar de opinião. Mas a verdade é que todos nós somos orgulhosos demais para admitir quando estamos errados, ou até medrosos mesmo, em excesso. O ser humano naturalmente tem medo do desconhecido, e conseqüentemente medo de se arriscar. Mas eu acredito que esse medo é inútil, e desnecessário. Temos que nos arriscar, revolucionar, e mudar de idéia sim, por que não?
Nos anos 70 já dizia Raul que preferia ser ‘uma metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo’, e é isso mesmo! Se ele, lá nos anos 70 já pensava assim, quem somos nós, em pleno século 21 para discordar? Viva a liberdade de poder mudar de opinião á qualquer momento!
Porque gostar só de rosa ou só de azul? Porque não experimentar a mistura dos dois e ver no que dá? Ou melhor, porque se vestir de um único jeito? Então quer dizer que se a gente não é roqueira, tem que ser patricinha? Que rótulo bobo é esse que inventaram! O pior é que isso acontece com as pessoas também. Antes de conhecer, todos nós tiramos uma conclusão de o que aquela pessoa é. Nem conhece direito e já sai falando ‘eu não gosta daquela ali, nem adianta! É metiiiiida!’ Depois de um tempo, o sujeito é obrigado á conversar com a tal metida e descobre que ela é super legal, gosta das mesmas músicas, dos mesmos livros, e aquele ‘pré- conceito’? Evapora! Como água! E então eu me pergunto: Pra quê tirar a pré conclusão? Não é bem melhor conhecer primeiro?
Não há nada de errado em mudar de opinião. Não dirá se nós não temos personalidade, ou se somos maria-vai-com-as-outras, e sim, que a gente tem a cabeça aberta e isso é bom! Pra quê parar no ponto final se as reticências são tão mais legais?
O mundo é graaaaaande, e tem muuuuita coisa! Muitas idéias diferentes, muitas coisas novas, muito que se aprender. Por isso, que tal deixarmos de lado a opiniãozinha pronta, e abrir a cabeça? Só temos á ganhar!


Um comentário:

Gostou? Deixe um comentário!