sábado, 5 de junho de 2010

Minusculosidade


Já parou pra pensar o quanto somos pequenos perto de tudo? O quão somos frágeis, indefesos, inofensivos? Hoje me deparei com uma sensação diferente, no mínimo estranha. Estava prestes á atravessar uma avenida a noite, e sabe como é. Carros incrívelmente velozes, as luzes dos faróis causando cegueira. Foi aí que descobri um sentimento que eu nunca tinha sentido antes. Pensei comigo mesma: Se eu quiser acabar com TUDO, basta dar um passo. E é verdade. Somos minúsculos perto do mundo, perto da vida, perto de tudo. E enquanto o sinal não abria, a obcessão em pensar como seria se eu desse aquele passo me perseguia. Pensei em toda minha vida, como um filme. Quem choraria? Quem sentiria minha falta de VERDADE? Concluí que os momentos bons da minha vida foram muitos, e que aquele passo não valia a pena. Todos os momentos inesquecíveis que passei com as melhores pessoas do mundo ocuparam a maior parte do meu coração, e não seria justo comigo mesma fazer aquele experimento sem, ao menos, lembrar deles. Lembrei de tudo. "Podem me tirar tudo que tenho, só não podem me tirar as coisas boas que eu já fiz pra quem eu amo!" Mas o que eu senti hoje não é tão inédito assim. Sempre que vou a praia, e me deparo com aquela imensidão de água, penso em tudo o que escrevi. Penso em como nós somos pequenininhos perto daquela grande poça d'água. E que se quisermos acabar com tudo isso aqui, em um piscar de olhos atingimos esse objetivo. Mas aí volto a me lembrar de tudo o que passei, e de tudo o que me faz acordar todos os dias e pensar: É mais um!

Um comentário:

  1. nossa Má, quase chorei!
    UHSAUHS taa lindo o textoo, continua assim!
    futura jornalista ;D

    beeeijão!

    ResponderExcluir

Gostou? Deixe um comentário!