quinta-feira, 8 de julho de 2010

Mais uma vez


Mais uma vez estou aqui assim, bem porém incompleta. É estranho pensar que eu poderia estar melhor, e mais estranho ainda é pensar que eu poderia estar melhor com outro alguém. Não sei o que escrever, não sei mais como traduzir o que eu penso e colocar aqui. É como se uma barreira me impedisse de pensar aquelas coisas que eram rotina. Acho que essa barreira impede a dor. Impede a solidão. E é bom ela estar aqui. Apesar de me sentir uma estranha com um indefinido sentimento, eu não sofro e não me sinto só. Me sinto bem. E pronto. Devo permanecer assim até que essa barreira se torne forte e grande o suficiente para, não só acabar com aqueles sentimentos maldosos, e sim extermina-los de vez dos meus pensamentos, de mim, de tudo. Talvez eu estivesse mesmo como o começo do ano passado. A única diferença é que ano passado eu não tinha escrito uma história com alguém e estava a espera dessa tarefa. Agora eu já escrevi e não consigo pensar em escrever outra. Não no momento. E nem com outro alguém, por enquanto. Tudo o que eu mais quero é ter aquela felicidade quem eu nem sei de onde vinha, mas que era tão intensa e tão boa de sentir!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!