sábado, 30 de outubro de 2010

Incerteza do futuro


Ás vezes me pego pensando na vida. Em como eu gostaria que fosse meu futuro, como eu acho que vai ser, onde estarei, com quem, o por quê.. Se terei casa, apartamento.. Gato, cachorro.. Carro ou não.. Dinheiro.. Mas tem uma cena que sempre vem á tona na minha mente e eu gostaria muito que tudo acontecesse exatamente do jeito que eu imagino. Ao fechar os olhos, olho pra mim mesma sentada no braço de um sofá, ouvindo Jota Quest. Uma noite escura, e eu lá, pensando em tudo. Na parede, alguns quadros de filmes e seriados daqueles que a gente encontra da Fnac. A noite fria pede um chocolate quente, e lá está ele nas minhas mãos. Na estante pequena, milhões de Cds e Dvds. A decoração do apartamento toda com a minha cara, bem clean e diferente, com algumas coisas rústicas e únicas. As roupas jogadas em cima da cama e os sapatos estacionados na porta da casa como quem diz 'trabalhei o dia inteiro, me deixa!' parecem traduzir bem o que é a vida de uma jornalista. No quarto, um mural grande e recheado de fotos. Fotos das amigas, fotos da família, fotos com o namorado... Fotos de praia! Ah, doce e querida praia!! Sobre a mesa o laptop, lotado de trabalho para ser entregue no dia seguinte. O telefone toca. É ele. Claro que quero ir ao cinema! Espera, preciso ver se meus pais deixam, se eles vão levar ou buscar... Ah é, como eu pude esquecer! Sou gente grande agora, e tenho meu carro, meu dinheiro, minha independência, minha vida.

Desencane!


O segredo é: desencane! Sabe aquele dia em que tudo parece dar errado? Você perde o ônibus, quase é atropelada, o velho gagá do bar da esquina joga aquele olhar 43, você escapa de uma pisada bonita no cocô e ainda por cima, bate o dedo no pé da cama? Abstrai! Essa é a solução de tudo. Negatividade atrai coisas negativas, positividade atrai coisas positivas. Manter sempre a cabeça livre é o que importa. E isso vale até quando tudo parece dar errado. Aquela vontade de correr pra longe de tudo e de todos surge sim, inúmeras vezes. Mas se você focar naquela frase 'Nada como um dia após o outro', tudo se resolverá sozinho. Estresse? Só serve para dar rugas. Pra quê se irritar com as pequenas coisas cotidianas se a vida é breve e a gente mal tem tempo de cuidar de si mesmo? Confie na sorte. Para ganhar na loteria, você tem que dar o primeiro passo: Comprar o bilhete!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

É o culpado de tudo!


É você que não me deixa pensar direito. Se minhas buxexas ficam coradas, o causador desse efeito é você. As noites e noites de insônia acontecem porque você não sai mais do meu pensamento. Até mesmo nos meus sonhos você dá um jeitinho de aparecer. E se eu pareço boba, ás vezes, é pra te fazer rir. Se eu te olho profundamente, a explicação é tentar ler sua alma. Se te beijo tão intensamente, é o medo de te perder. Se dou um pequeno sorriso no canto da boca, é porque o que eu tenho logo ali, na maioria das vezes você, me atrai fatalmente. Mas se quero estar ao seu lado á todo momento, é porque de um jeito ou de outro, você me faz bem. E se eu quero ficar sozinha, logo penso em ficar sozinha com você. Aquela necessidade de sentir uma mão quentinha entrelaçada na minha só aparece quando você está por perto. Se preciso de um abraço, o que me vem á cabeça são seus incríveis braços aconchegantes. E quando ouço aquelas músicas que você me mostrou, é inevitável não lembrar de algumas lembranças boas. Concluo que, se fico vermelha, não durmo direito, sonho acordada, desejo as mesmas coisas o tempo todo, penso na mesma pessoa dia e noite, necessito de algumas atitudes únicas e consigo amar demais um único alguém, a culpa é sua!
Inteira e exclusivamente sua!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Estresse.

Quer saber de uma coisa que me deixa extremamente estressada? É a falta de reconhecimento que rola nessa casa. Para os meus pais eu sou uma inútil, que fico o dia inteiro vendo TV e dormindo. Ah, e não saio da internet, claro. Quem sabe eu até precise de uma clínica de reabilitação né? Sou uma viciada agressiva que não consigo desgrudar do pc. Grrrrr! Por quê essa implicância toda? Eu lavo as louças, varro a casa, passo pano, guardo tudo o que está jogado e muitas outras coisas. Ah, e tudo isso com uma cachorrinha mordendo o meu pé e latindo, querendo atenção. Mas quem disse que eles reconhecem isso? Pra eles eu sou e sempre serei aquela eterna futilidade que não sabe fazer outra coisa á não ser pintar as unhas e ler revistinhas para adolescentes. Caralho, eu CRESCI!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Manual Pós Namoro


Finalmente estou aqui, como o prometido, para falar daquele assunto chatinho. Confesso que pensei em desistir desse post inúmeras vezes até porque meu antigo namoro acabou faz mais ou menos 8 meses e não teria lógica eu vir falar disso justamente agora. Mas vários motivos me incentivaram à vir pra cá, entre eles:
- Estou completamente recuperada daquela bad sem fim que a gente entra quando o namoro acaba;
- Vi que muitas meninas passam pela mesma situação que eu e, como experiente, acho digno escrever um pouquinho do que cada uma irá passar.
* * *
Primeiramente: O namoro acabou. A vida não! Ok ok, foi muito tempo, muita intimidade e blablabla. Eu sei de tudo isso. Mas pode acreditar, você ficará muito melhor assim! Aliás, este é o primeiro passo bem sucedido de um Pós Namoro: Acreditar. As coisas não serão legais se você mesma não acreditar em si. O mundo está recheado de garotos lindo e fofos, então pra quê perder tempo correndo atrás de quem não está nem aí?
* * *
Após o namoro, nossa vida se divide em fases. A primeira é a mais triste e sofrida. Choramos, lamentamos, resmungamos e fazemos todas aquelas perguntas tradicionais como 'Por quê isso tinha que acontecer comigo?' ou então 'Será que a gente ainda vai voltar?'. E eu respondo: Isso é normal, todo mundo precisa passar por uma situação dessa na vida e não, esqueça a história de voltar porque não vai.
A segunda é a mais engraçada. A raiva e o ódio mortal surgem com força total e tudo o que você menos deseja é ver o ex. Aliás, você deseja sim ver o dito cujo mas não para conversar ou ser amigável, e sim, mostrar o que ele perdeu. Abuse dessa fase e descarregue todo o mal que ele te fez nas palavras. Ninguém é de ferro, né?
Já a terceira é a melhor. Pode parecer piada mas um dia você esquecerá completamente dele e essa é a fase ideal pra isso. O falecido não faz mais diferença alguma na sua vida, e o único sentimento entre você e ele é o de 'que ele seja feliz!'. Sim, um dia você pensará isso!
***
Espero ter ajudado as garotas de coração partido espalhadas por aí. Só a gente sabe o que realmente a gente passa, e olha, não é nada fácil. Algumas vezes dá vontade de desistir de tudo, em outras vem aquele pensamento 'será que um dia alguém ainda irá me amar?' e eu digo que sim, tudo é uma questão de tempo. Ignorando os materiais reais, o coração é 'reconstruível' e depois de todas essas fases, ele ficará novinho em folha, pronto pra ser usado novamente. É claro que todo esse processo não vai ser da noite pro dia, mas tendo paciência e sendo objetiva, aposto que logo logo aparecerá um novo gatinho disposto à escrever uma nova história.. E o que fazer numa hora dessas? SE JOGA, AMIGA!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Aquilo que eu chamo de amor


Tudo parecia um filme. Eu e ele, logo ali. Aquela química no ar, um ouvindo a respiração do outro. O objetivo? Um só. Aproveitar cada segundo como ninguém. O escuro do começo mal me deixava ver aquele lindo rosto.. Mas só de sentir o calor do corpo já dava pra adivinhar o que iria acontecer. As mãos deslizavam um no outro, e os beijos eram de uma tal intensidade que parecia que o mundo acabaria quando eu saísse por aquela porta. A descontração como tudo acontecia me fez pensar em alguma comédia romântica.. PS. Eu te amo, talvez. E as risadas sinceras saíam espontâneamente. Tudo parecia tão perfeito. Seria real mesmo? Estaria eu sonhando acordada? Me perguntava isso á cada minuto.. Mas á cada respiração, á cada toque, á cada olhar eu confirmava para mim mesma: É real. É sincero. É o mais puro de todos os sentimentos.

domingo, 10 de outubro de 2010

Comer, Rezar e Amar


Hoje assisti Comer, Rezar e Amar. É lindo! Não vou contar detalhes aqui porque eu acho que todos deviam assistir e não apenas ler sobre do que se trata. Só quero comentar sobre os meus pensamentos que, durante o filme, não pararam de surgir.
Incrível como nós sempre queremos mais, não? Nunca é o bastante. Nunca. E isso faz com que o nosso equilíbrio vá embora.
Me sinto bem assim. Equilibrada. Consciência e mente limpas. Mas estou á procura daquilo que sempre procurarei: o meu verdadeiro eu. Não sei quem sou eu, nem porquê estou aqui, e muito menos de onde vim e para onde irei.. Só sei que quero continuar caminhando e aprendendo cada vez mais. Enquanto essa busca incessante continuar, estarei aqui... Disposta á aprender coisas novas, provar novos sabores, me divertir com coisas bobas e principalmente: SENTIR NOVOS SENTIMENTOS. Esse é a ideia principal da vida.
O filme cita frases bonitas que eu fiz questão de anotar pra escrever aqui. Olha só:

" Agradeço á Deus pelo medo porque, pela primeira vez, tenho medo de perder a pessoa que está ao meu lado."

" Antes de chegar ao castelo, você precisa nadar pelo fosso."

" Mande me amor e luz cada vez que pensar em mim."

" Deus vive dentro de você... Como você mesmo."

" O sofrimento só quer dizer que você tentou."

" Tutti significa 'todo mundo'. E quando você sai pelo mundo procurando ajuda, você precisa ajudar tutti."

" Não preciso amar alguém para provar que amo á mim mesma."

" Você precisa sorrir com o rosto, a alma e o fígado."

Ps. Minha palavra é "arriscar".

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Quem corre de volta?


Chega um momento da vida em que a gente começa enxergar melhor as coisas e ver não vale a pena se sacrificar por pessoas que não dão a mínima. É como diz uma frase 'Ás vezes é bom correr de todo mundo pra ver quem corre atrás da gente'. Uma ligação, um scrap, um sinal de vida... Custa? Vai doer tanto fazer isso? Acredito que não. Mas e a vontade?
Acredito que a amizade é feita do cultivo. Se você cuida bem dela, se preocupa em saber como está a pessoa, ela é uma amizade verdadeira. Mas se você deixar ela lá, abandonada e sem destino, ela se transformará em outra coisa. Colega.
Deixo isso como dica. Não vou mais me desgastar em uma relação quando parecer que só eu sinto vontade de continuar aquilo. Quando um não quer, dois não tentam. Cansei de 'amar mais', quero ser amada de igual para igual.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

just amor!

Gosto do seu jeito. Gosto do seu sorriso, gosto do seu olhar. Gosto de quando você ri de alguma bobagem que eu disse. Gosto daquela cara de bravo que não consegue permanecer estampada no seu rosto por mais de dois segundos, e até de quando você fica realmente bravo. Gosto quando você me abraça e me beija como se não existisse mais o amanhã. Gosto de te abraçar e sentir aquele perfume que só em você eu posso encontrar. Gosto de te deixar vermelho ao beijar sua nuca. Gosto de te ouvir cantar e tocar, gosto de ser sua fã número um. Gosto de quando você me pega de surpresa e dá um baita abração. Gosto do frio quando estou com você. Gosto de te surpreender com bilhetinhos, selinhos, e sms's. Gosto de ver como a gente se dá bem. Gosto de tudo, menos de você! Porque quando é pra falar de você, eu não digo que gosto, e sim, que amo!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Do lado de cá



A vida é tão curta né? Se for parar pra pensar, hoje eu estou aqui escrevendo, mas e amanhã? Será que vou continuar aqui? Será que vou ter saúde, ter dedos, ter uma mão para escrever? É, eu sei que é paranóico pensar assim mas é bom ter um choque de realidade ás vezes. Assim a gente perde menos tempo gastando com coisas fúteis, brigando com as pessoas que a gente ama, deixando de fazer coisas pensando no futuro... Estou exatamente em uma fase assim! Se precisar mentir pra ser feliz, minto. Se precisar dizer 'eu te amo' um milhão de vezes seguidas só para fazer alguém acreditar, digo. E até agora, por experiência própria entre todas as formas de viver, acho que essa é a melhor! Fazer tudo o que for preciso para ser feliz! E o futuro? Ah, depois a gente pensa nisso vai!
Ps. Eu coloquei esse título porque estou ouvindo 'Do lado de cá - Chimarruts' que, por sinal, é uma delicinha!