terça-feira, 17 de maio de 2011

Quase Nove

5728048272_8a6e73368d_z_large
É estranho lembrar que tudo começou há quase nove meses e nada mudou. Aliás, mudou sim e pra melhor. Mais intimidade, mais carinho, mais amor? Quem sabe... Só sei que aqueles olhos azuis hoje estavam lindos. Tudo estava lindo! Quantas vezes eu já disse que amo aquele moletom cinza? E aquele cabelinho louro escuro meio desajeitado? E aquele rosto tão branco como a neve, com aquela barba mal feita que parece ter sido feita sob medida? Quantas vezes vou precisar repetir que amo tudo nele, cada vez mais?
Ele me olhava com aquele sorriso lindo. O mesmo do primeiro dia que o vi, do mesmo jeitinho. Pegou na minha mão e, como de costume, mal percebeu isso. Eu, por dentro, vibrei de alegria. Ok, estava muito frio mas tenho certeza que havia outro frio na minha barriga e não era do tempo. É bom ver que mesmo depois de todo esse tempo, o sentimento continua o mesmo. Ah, e aquele azul do céu! O mesmo céu com nuvens daquele beijo surpresa de Agosto do ano passado... Talvez até mais bonito, mais feliz! É claro, antes a pergunta era 'Será que ele está dizendo a verdade? Será que não está agindo só por impulso?'. Agora a certeza é uma só, 'Ele me ama, vejo isso em seu olhar! Ponto pra mim, que amo demais ele também, yes!'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!