domingo, 7 de agosto de 2011

miss you

12917275152101_large

Essa noite tive um sonho... Ah, como eu queria que fosse verdade! Acordar e ver que aquelas mensagens ainda estão no meu celular e que o convite pra ver algumas comédias nada românticas no domingo ainda está de pé. Queria acreditar que você estaria ali, rindo como sempre, toda energética do meu lado e eu falaria para controlar aquele jeitinho de patricinha, como sempre, haha! Se eu pudesse voltar no tempo, te deixaria fazer quantos chiliques quisesse, desde que você estivesse ali, do meu lado.


Já disse o quanto sinto a sua falta? Das nossas conversas intermináveis no interfone, das vezes que a gente brincava de rouba-bandeira e sempre voltava pra casa com um dedo ou um joelho sangrando, das corridas de bicicleta, de ser a platéia enquanto os meninos jogavam bola... Tenho certeza de que a minha infância não teria sido a mesma sem você. 
O ser humano é um bicho estranho mesmo né? Divide os melhores momentos da vida com alguém, e depois, por causa de uma distância ou outra, 'não arranja tempo' pra retomar aqueles momentos e reescrever momentos ainda melhores. Se isso te conforta, me arrependo muito de não ter ido á sua casa mais vezes, ter ligado tão pouco... Erros estúpidos, admito. Até porque agora, mesmo que isso fosse a coisa que eu mais quisesse na vida, de retomar todas aquelas brincadeiras esquecidas, não daria mais tempo. Você está aí, nessa cama chata, e eu aqui, me sentindo tão mal por ter sido uma péssima amiga.
Me sinto de braços atados e arrependida de ser desleixada. Só peço esperanças e tempo. Nós ainda temos muito o que viver juntas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!