domingo, 28 de outubro de 2012

#FicaDica


Vai lá! Faça o que tem realmente vontade!
Se jogue nos desejos, nas vontades, nas loucuras...
Ria com as amigas, aproveite sua liberdade!
Dance! Dance! Dance!
Não se preocupe com o que vão pensar de você...
Faça o que está de acordo com o seu caráter e não pense demais!
Fique com o cara que te seduz, aproveite o momento...
Beba sem culpa, só tenha cuidado.
Corresponda a olhares e sorrisos,
Divirta-se como nunca!

Seja feliz! 


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O Ser Humano

Tumblr_lnrauqejqf1qbjkq0o1_500_large

Ao mesmo tempo que amo o ser humano, odeio o mesmo com todas as minhas forças. Diante de tanta mesquice e individualismo, a gente se esquece que existem tantos problemas maiores do que o nosso e tanta gente lidando com esses problemas com uma força tão maior que a nossa. Por exemplo, aquela senhora cruzando meu caminho ontem, ás 21 horas de uma quinta-feira com algumas sacolas lotadas nas mãos e zilhões de pensamentos circulando em sua mente, que são denunciados por suas rugas de preocupação visíveis em sua testa. Seria ela uma mãe de, em média, uns 7 filhos, sendo um deles uma criança especial com dificuldades para andar e falar? Ou seria apenas uma mulher, andando na rua com suas sacolas?
E aquele senhor sentado no bar todo santo dia, sempre com a mesma barba mal feita, corte desgrenhado, mãos parecidas como se viesse da roça e uma expressão de sofrimento estampada em seu rosto? Seria ele um velho aposentado que já trabalhou muito durante sua vida e hoje prefere dedicar seu tempo á bebida? Ou seria ele apenas um homem, sentado no bar?

Se eu te contar que morro de curiosidade em saber quem é cada pessoa que passa por mim, você acredita? Meu cérebro tem uma mania incontrolável e uma audácia gigantesca em querer adivinhar qual é a rotina de cada um e porque estaríamos ali, logo ali, no mesmo lugar e mesmo horário. Pessoas tão diferentes. Ou tão iguais. Nunca vou saber.

Enquanto isso, vou deduzindo o que posso e tirando o melhor disso tudo para amenizar os probleminhas cotidianos e enxergar a beleza da vida, de como ela realmente é e sempre foi. Lin-da!