domingo, 27 de outubro de 2013

Palestra sobre Jornalismo de Moda - com Andrea Jordão




Como prometido, estou aqui para contar como foi a divertidíssima palestra de ontem com a jornalista de moda Andrea Jordão. Inicialmente, ela contou um pouco sobre moda e estilo, informando que moda sai, estilo permanece. Também acrescentou que tendências inspiram-se em padrões de comportamento, movimentos e valores. Um bom exemplo disso é a Era dos hippies!

Uma curiosidade bem bacana foi ela citar o Sneaker, que foi lançado pela primeira vez no clipe da Beyonce - Love On Top. E nós assistimos mil vezes sem perceber isso né?

  

Ela também explicou que a moda tem 4 fases: o lançamento, o crescimento, a maturidade e o declínio. Sempre tendo, claro, uma 'próxima carta nas mangas', prestando atenção no que está na mídia e o que pode se tornar um viral (expandir por todos os lados). 
Além disso, para ser jornalista de moda não basta 'saber'; Tem que acompanhar! Participar de desfiles, prestar atenção no tema, na cartela de cores, materiais, beauty, casting... Não é fácil!



O mais bacana foi ver a evolução das capas da Vogue e Manequim, desde o início até os dias de hoje. A Manequim vinha com moldes da Europa e foi a primeira revista de moda lançada no Brasil, pela Sylvana Civita. Já a Vogue chegou despretensiosa e conquistou o coração de todos os apaixonados por moda. Tanto, que está presente em 24 (vinte e quatro!!!) países! 
Também tirei uma dúvida em relação ao filme 'O diabo veste Prada' em que eu sempre me perguntava "Será que realmente existe uma chefona, poderosa e autoritária como a Miranda?". E sim, existe! Seu nome é Anna Wintour, e sua função nada mais é do que ser editora-chefe da edição norte-americana da Vogue. Chato, ein?

                                         

Para finalizar a palestra em grande estilo, Andrea citou a grande e sábia frase de Anatole France: “Se me fosse dado escolher, em meio ao amontoado de todos os livros que serão publicados cem anos após a minha morte, um único exemplar sabe o que eu escolheria? Eu escolheria tranqüilamente, meu amigo, uma revista de moda para ver como as mulheres estarão vestidas um século após meu falecimento. E esses pedacinhos de tecido me diriam mais sobre a humanidade futura do que todos os filósofos, romancistas, pregadores e sábios.”

Espero que tenham gostado tanto quanto eu! 
E para a Andrea, muito obrigada por repassar seu conhecimento à nós, aspirantes a Jornalistas!! 


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Dica de Make!

Meninas,
Depois de todo esse bafafá do Instituto Royal, nós até ficamos perdidas sobre o que usamos, se é ou não testado em animais, não é mesmo? Pensando nisto, pesquisei no PEA (Projeto Esperança Animal) e fiz uma listinha das 15 marcas mais usadas que não testam produtos em animais e estão liberadas!! Olha só!!



1. Água de Cheiro
2. Granado
3. Impala
4. Jequiti
5. Antídoto
6. Laqua Di Fiori
7. Leite de Rosas
8. Mahogany
9. Natura
10. Contém 1g.
11. O Boticário
12. Quem disse, Berenice
13. Eudora
14. Vult
15. Yama

Quem quiser conferir a lista completa, basta clicar AQUI!



sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Quanto mais conheço os homens...

Mais amo os animais! Ops, peraí! Tem muita gente de grande coração cheio de compaixão e o post de hoje é especialmente à eles!

Hoje o dia acordou mais feliz com a liberdade de mais de 150 cães da raça Beagle que, além de serem maltratados, estavam sendo usados para testes de produtos cosméticos e farmacêuticos. Pelas fotos que foram tiradas, dá para sentir a emoção deles ao estar ao lado de pessoas que realmente se importam com seu bem estar. Aos ativistas que resgataram os coitadinhos, dou-lhes parabéns pela coragem e o banho de humanidade que recebemos! É de gente assim que o mundo precisa, e o melhor: Tem! Enquanto alguns funcionários da Royal e de várias outras empresas espalhadas pelo país aceitam fazer este tipo de serviço sujo, já conseguimos recolher cerca de 205,426 assinaturas de pessoas boas, que querem propagar o bem! 


Sobre o vegetarianismo e os comentários oportunos que enfatizam "Se você é contra essa causa, por quê come carne e deixa os outros animais (vaca, boi, galinha) pra lá?". Eu respondo: O fato de optar por não ser vegetariana não exclui meu sentimento de dor ao ver estes pobres animaizinhos serem maltratados, ou me torna insensível. 


Mas essa luta não acabou! Ainda existem centenas de animais presos na empresa Royal, esperando por ajuda! Acompanhem o caso e colaborem com as ações! 


- Para votar na petição que vai contra o uso de animais para testes, clique AQUI!


- Para adotar os animais resgatados ou doar medicamentos/alimentação, clique AQUI! 


É com trabalho de formiguinha que conseguimos ir longe! 

O NutellaComBanana apoia a causa!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Cuide-se!


Cuide-se! Por mais que esta frase possa parecer clichê, use-a como inspiração em seu dia a dia e perceba o valor dela. Cuide de sua saúde, cuide de sua alma, cuide de sua mente, cuide de você. Recolha cada pensamento negativo que ainda habita aí dentro e transforme-o em sonhos! Selecione o que vale a pena deixar, modificar ou mandar embora. Filtre tudo o que lhe dizem, principalmente aquilo que for bom para você. 
Como já dizia o sábio Max Gehringer: "É melhor ser criticado pelos sábios, do que ser elogiado pelos insensatos. Elogios vazios são como gravetos atirados em uma fogueira."
Preocupe-se mais em tratar bem as pessoas do que o que elas acharão de você. Se o fizer, garanto-lhe que colherá o que plantou.


sábado, 12 de outubro de 2013

Feliz Dia das Crianças!




Doces a vontade, brincadeiras divertidas... Sem preocupações, sem responsabilidades... Ai, como é bom ser criança! Tenho saudades de ficar horas na frente da TV assistindo TV Cultura, e os clássicos Castelo Rá-tim-bum, Cocoricó, O Pequeno Urso! E das brincadeiras com os amiguinhos na rua? Pé no chão na cor de terra, joelho ralado, chinelo para servir de bandeira no 'rouba-bandeira", adrenalina para correr sendo a mais veloz e aquela necessidade de ganhar o jogo como se fosse a única coisa que importasse na vida. E era.
A saudade bate, até dói um pouquinho, mas quer saber? Não tenho vontade de voltar. É, não tenho. Precisei passar por tudo isso para ser feliz! Aprender a ser feliz, desde o início. E cada minutinho da minha infância faz, hoje, a maior diferença na minha personalidade! 
O que importa mesmo é não deixar essas características deliciosas passarem. Por quê não viver uma vida de Peter Pan, e se manter na Terra do Nunca onde nada preocupa a gente? Responsabilidades devem sim, existir, mas não precisa levar a vida tão a sério. Afinal, estresse só dá rugas e envelhece! 
Para levar uma vida gostosa, ria das ciladas, mantenha alguma inocência e não pense muito! Faça! Crie! Invente! As consequências serão bem melhores! 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Dica de CD: Boto Fé

A dica de hoje é de uma das minhas bandas preferidas e, ao meu ver, uma das melhores do Brasil: Scracho!! Mantendo a mistura de reggae e pop rock, a banda mostrou originalidade no CD novo. Boto Fé é uma mistura de sentimentos felizes, exala a liberdade, preocupação com o tempo e com o mundo. 
Para quem gosta das músicas que envolvem, não só o Diego (vocalista), mas o resto da banda, este CD é um prato cheio! Em Zeit, dá para curtir uma reflexão sobre o tempo; Já Boto Fé chega toda animadinha, fazendo o pé balançar com vontade de pular em um show da banda! Já Passou da Hora é aquele típico reggaezinho para viajar, e em Tô Bem Assim, a Dedé (baterista) canta e encanta! Na música Orgulhosa, a letra é bonitinha e divertida; A Faz Sentido é uma excelente música para ouvir naqueles momentos românticos; Em Situation, o papo fica mais sério, dando espaço para a voz do Caio (baixista); Pode Rir chega dançante, e faz a gente cantar junto no refrão chiclete; Cuida de Mim (a melhor do CD, no meu ponto de vista) tem muita doçura na voz da Dedé, e dá vontade de ouvir milhões de vezes! Para finalizar, O Carnaval tem uma melodia calma e gostosa para ouvir em um fim de tarde!


Para quem se interessou, o CD completo está disponível no site do Scracho! Vale a pena conferir! 
E lembrando o pessoal de Campinas que dia 20/10 a banda estará aqui!! Nada melhor do que conferir a playlist nova ao vivo, não é mesmo? 

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Dica de CD: O Mais Feliz da Vida



Semana passada, tivemos o lançamento de uma das bandas alternativas mais queridas do país: A Banda Mais Bonita da Cidade! O grupo lançou O Mais Feliz da Vida e ao escutar o CD, dá para ouvir a sensibilidade dos integrantes ao gravar cada música. 
O CD segue influência de uma pegada mais melancólica, dramática, porém tem batidas muito gostosinhas daquelas que fazem nossa cabeça balançar sozinha. Ouso comparar levemente os backing vocals e as batidas de algumas músicas com as melodias da Florence and the Machine, mas suavemente. 
Outro aspecto que chama bastante a atenção são os encartes do CD, com a imagem dos pais de cada integrante da banda e uma senhora muito simpática posando em uma foto feliz e outra alegre, pura emoção!!


Ouça agora e deixe sua opinião aqui! 
O download do CD está disponível no site da Banda Mais Bonita da Cidade

Ps: Amanhã teremos outro lançamento de CD aqui no blog, imperdível!!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O Primeiro Emprego

Vou ser bem sincera agora: Se você não tiver algum curso técnico te especializando em alguma coisa ou sorte, o Primeiro Emprego será um grande desafio. Eu, quando saí da escola, na minha doce inocência, sonhava em começar a trabalhar, guardar todo o meu dinheirinho para a faculdade e começar a mesma no próximo ano, com o bolso cheio e empregada. Quem diria! 

Sempre fui boa aluna, tirava boas notas e tinha até um curso de inglês (na época, no avançado já!) mas nem isso me livrou da busca insana pela primeira oportunidade profissional. Durante um período de seis meses, a única coisa que me restava era enviar Currículos. Empresas grandes, empresas pequenas, empresas sem nome, com nome, nada, nenhuma me aceitava ironicamente porque eu não tinha experiência. Mas oi? Experiência não é algo que se ganha após ter uma oportunidade? 
Pois bem. Fui chama em um Call Center para fazer pesquisas (indicação do meu primo, senão estaria sentada esperando até hoje!). Concorria com vendedores de cartões de créditos, e pessoas que tinham experiência. Porém, cansada de dar com a cara na porta, pensei: "É agora!". Fiz o que tinha de ser feito. Pedi uma oportunidade. Deixei claro que não tinha experiência alguma com telefone, sistemas e marketing de comportamento de clientes, mas eu poderia aprender e mais, tirar de letra!! Cerca de 4 dias após a entrevista recebi um telefonema dizendo que eu tinha um emprego. Pois é, um emprego! 
Por estas e outras tantas, aconselho às meninas mais novas: Agarrem ao máximo as oportunidades que surgirem. Nessa etapa da vida, não é uma boa hora de fazer escolhas e achar que, logo de primeira, você trabalhará no emprego dos seus sonhos; O buraco é mais embaixo, bem mais! Portanto, façam cursos e aprendam a falar bem. Quando você tem o dom da fala e o poder de persuasão a seu favor, as coisas se tornam muito mais fáceis!! 

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Faculdade de Jornalismo - 1º Semestre


Quando eu entrei na faculdade, logo pensei "Aqui vou soltar minha imaginação, escrever sempre, ler horrores e ser avaliada por isso". Engano meu. No primeiro semestre, tive aula de quase tudo, menos jornalismo. Ok, não foi beeeem assim! A única matéria bacana para quem quer seguir carreira foi Técnicas e Gêneros Jornalísticos que, de quebra, foi com o professor mais dinâmico e interativo da faculdade. 
Na primeira aula, a experiência em pessoa falou em alto e bom som: "Você só tem certeza de que quer ser um jornalista, quando o bichinho do jornalismo te pica e você sente que isso está na veia!". E é, eu senti. Na verdade, sinto essa sensação há uns 3 anos e ainda sou apaixonada por isso. 
Mas voltando à faculdade, bem... Aprendemos sobre:
- Marketing (E sim, você precisa disso sim! Afinal, se todas as notícias são iguais, por quê o leitor leria o seu jornal?); 
- Homem e Sociedade (Entender o ser humano, super legal, uhul, demais.); 
- Português (Eu achava desnecessário, mas depois do número de pessoas que denominam-se jornalistas tendo erros grotescos na escrita, a matéria está justificada); 
- Um pouco de publicidade (Eu a-do-ro! Mas para quem não gosta, boa sorte!);
- Comunicação (Bacana o conceito, mas a matéria é chata. Eu achando que sairíamos por aí fazendo zilhões de entrevistas, mas não, estudamos sobre a comunição humana desde os primórdios. E-ba.)
Bom, é isso. Para quem pretende seguir Jornalismo, este é um petisco! O primeiro semestre é chatinho mesmo, mas não desistam porque o segundo semestre aborda melhor nossa profissão e dá gás para continuar nessa escolha!

Ps: Toda e qualquer informação deste texto foi baseada no ensino da Faculdade Unip-Swift de Campinas-SP.