sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Divindade Interna

Deus. Deus, Deus Deus. Por quê é tão difícil a interpretação da Divindade?


Me deparo diariamente com revoltas de ateus atacando as igrejas, ofendendo religiosos e massacrando qualquer tipo de fé que existe dentro de cada um. Mas claro, coisas assim a gente nem discute. Até porque não existe certo ou errado. "Eis o mistério da fé", não é?
Mas o que é fé pra você? Ter um Deus loiro de olhos azuis ou negro de nariz largo? Ter um Deus judeu, budista, católico ou evangélico? Acreditar em santos ou em vários deuses?

O que a gente precisa entender é que a fé independe de religião. Deus não é aquele que falam pra gente, mas aquele sentimento bom que temos dentro do coração. Aquele momento em que você pensa "Nossa, como estou feliz!" é Deus. Aquele solzinho que entra disfarçadamente no seu quarto pela manhã, te faz sorrir e se sentir leve é Deus.
Meu intuito não é converter ninguém em nenhuma religião. Apenas contar que o ser humano precisa de , precisa acreditar em alguma coisa, senão a vida não faz sentido algum. Viver pra quê? Viver pra quem? Não há resposta.
Então tenha fé. Pode ser naquela música que você gosta ou naquele autor dos teus livros prediletos. Acredite em alguma coisa, acredite que sua vida será melhor com aquilo, acredite no bem, acredite acredite acredite! Mas Deus está dentro de cada um, escolhendo ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!