quinta-feira, 19 de junho de 2014

Poema Junino



Bandeirinha pra cá, bandeirinha pra lá. 
As cores dançam na mesma sintonia, 
balançando levemente com o toque das luzes e
a brisa da noite que não tem hora pra acabá. 

Cachorro quente, milho verde, quentão,
A lenha já está queimando,
O povo já está dançando,
Todo mundo no mesmo baião.

E vem titia, vem vovó, vem priminha
Os homens de calça remendada, 
Cinto apertado, bota amarrada,
Junto com as meninas, cheias de pintinha!

Mas o mês está acabando, a tristeza vai chegando,
Só restam os pedidos daquela menina
Que torce logo para mais uma festa junina! 

Ps. Acordei inspirada!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!