quinta-feira, 10 de julho de 2014

Os fracos também amam...



(...) E os fortes também erram." 

É com essa frase que eu deixo o consolo aos torcedores que sofreram juntos no jogo de ontem. Não vim aqui reclamar da escalação do Felipão, até porque com a experiência que ele tem, quem sou eu para contestar? Nem dizer que foi tudo culpa da Dilma, desviar os problemas para o Neymar Jr ou culpar o emocional dos jogadores, afinal discordo de alguns destes itens. 

A questão é que todo mundo perde um dia. Todo mundo tem seu momento de desequilíbrio, de descontrole, de ficar tão preocupado com algo e descuidar da fé por um minuto. Não vou ser hipócrita e dizer que nossa seleção jogou bem, porque faltou raça na hora de sacudir a poeira e dar a volta por cima. Mas também não os julgo como se fossem os piores do mundo. Não são! Se fossem, não estariam lá. Não treinariam dias e meses, não conquistariam a confiança do técnico da seleção brasileira para representar o país, não sairiam do time do bairro para crescer no futebol. Se estão lá, é porque são bons! 

Agora vem dizer que perder o Neymar e o Thiago Silva em campo não abalou a estrutura do time? Claro que abalou. Time é como uma família, se acontece alguma coisa, é inevitável você não se preocupar e pensar no "E agora? Será que vai rolar sem eles?". Somos brasileiros, povo sensível e unido! Acontece, meus caros! 

Espero que os jogadores recebam o apoio da família e absorvam apenas os comentários que agregam na sua recuperação. Ninguém queria goleada, muito menos eles e eu imagino que deva ser difícil focalizar nos próximos jogos e no bom desempenho. Que os corneteiros de plantão focalizem suas energias em um novo acontecimento, afinal quem é patriota de verdade apoia o time na vitória ou na derrota. 

É isso. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Deixe um comentário!