terça-feira, 23 de junho de 2015

Plano A: Prevenção

Maternity+Photo+5.jpg (533×800)

Esses dias me peguei lendo artigos sobre a legalização do aborto no Brasil. Li, repeti a leitura, tentei compreender o ponto de vista das mulheres que abortam. E mesmo assim, continuei com a minha opinião a respeito: Sou contra. Sei que, como jornalista, não deveria expôr minha opinião, mas aqui eu trago somente artigos de opinião e este é o meu posicionamento.
Penso nas milhares de mulheres que morrem na maca arriscando suas vidas em abortos ilegais, mas também assisto a documentários na qual a legalização já foi feita e as meninas tratam tudo isso como se fosse normal. Existem métodos anticoncepcionais, como pílula, camisinha, e além disso, postos de saúde oferecem gratuitamente. Para as esquecidas de plantão, temos a injeção que também é um método eficaz. O que não temos é o controle da consciência de cada uma, principalmente a nova geração que, no auge dos seus 13 anos, usa pílula do dia seguinte como prevenção. 
Posso dizer por mim, perdi minha virgindade há alguns anos e cá estou, sem bebê, sem DST's, levando uma vida normal para uma garota da minha idade. Prevenção é você se cuidar antes de acontecer, e não depois. Sei que virão muitas feministas de plantão dizendo que o corpo "é meu, e eu faço o que eu quiser", portanto comece do zero, cuidando dele antes de tudo.
Além disso, temos o livre arbítrio para dizer "não", então se algum cara forçar uma situação inesperada, basta ser firme nas palavras e evitar. Quem ama, cuida. Homens legais são compreensíveis, e mesmo com raiva no momento, vai te agradecer eternamente por sua atitude, mesmo que inconsciente. 
O aborto é extremamente agressivo no corpo de uma mulher, que pode provocar esterilidade, lesões, infecções e hemorragias sérias. Isso sem contar o psicológico que fica totalmente abalado, como depressões, frigidez, entre outros.
Não estou aqui pra tentar convencer ninguém a nada, mas acredito que se há métodos preventivos, demos valorizar e deixá-los em primeiro lugar. O aborto deve ser utilizado apenas em casos específicos, como estupro ou risco para a gestante, e ambos já são legalizados. E lembre-se sempre: Quem ama a si mesma, se cuida. Se previne. Visita a ginecologista regularmente. E assume as consequências quando corre riscos.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Humana

Meetz hugging Brona

Segundo as normas de boa cidadã, devo ser paciente, educada, política e sorridente. Nunca falar palavrão, besteira e até mesmo a opinião. Complica ainda mais se eu disser o que penso e criar desafetos apenas por não concordar com o discurso alheio. Ah, tão fácil ser "boa cidadã". 
Entretanto, como queijo não é goiabada, o que é bom para os outros, pode não ser pra mim. E eu, como boa cidadã que sou, falo palavrão, besteira e se não quiser sorrir, simplesmente não sorrio. Perco a paciência com o trânsito, com a vida. Com gente lerda, burra e dona da verdade. Ah, claro, e sou a minha dona da verdade tantas vezes...
Escuto pop, rock, emo, samba. E não tente me encaixar em um estilo que eu não vou gostar. Dou risadas de piadas machistas e nem por isso me desvalorizo por ser mulher. Sei das trilhões de atividades do dia, mas de vez em quando, tiro aquele cochilinho esperto durante a tarde. Me preocupo com os problemas mundiais, mas antes de tudo, me preocupo com o que está embaixo dos meus próprios olhos como o cachorro da rua passando fome. Sou boa cidadã, sendo humana. Apenas.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Ser mãe


Nunca escondi de ninguém minha paixão por crianças. Até porque, mesmo se eu não admitisse isso, elas mostrariam. Todo lugar que vou, tento conquistar o coração de algum baixinho. E as pequenas princesas então? Morro de amores. 
Talvez esteja precipitada em contar os dias para a minha vez. Tenho mil curiosidades sobre a gestação, o parto, a criação, mas só terei a satisfação completa quando chegar a minha hora. Pode dizer que meu peito vai cair, vou engordar, minhas noites de sono vão desaparecer... Só de ter um rostinho igualzinho ao meu, misturado com o do Fê, eu já esqueço de todo o resto.
Posso estar errada, mas acredito que o ápice de ser mulher é o momento da maternidade. Gerar uma vida, ter um grãozinho de feijão respirando junto com você é incrível. E o barrigão então? Vou desfilar com ele por aí, fazer muito carinho, conversar com ele, ô coisa linda!
E só pra esclarecer, não, eu não estou grávida e isso também não está nos meus planos dos próximos 5 anos. Primeiro mamãe e papai tem que fazer dinheiro, carro e casinha. Depois o bebê pode chegar, pra completar de vez esse amor imenso e essa mulher babona! 

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Vai uma xícara de chá?

Sexo pode ser o assunto mais prazeroso do mundo, como também pode causar estresse em algumas situações. Já li vários relatos de abusos sexuais que me deixaram chocada com a falta de segurança que vivemos, e como nós, mulheres, nos tornamos um "sexo frágil" quando se trata disso. 

Esses dias vi uma situação completamente desagradável de uma repórter do R7, que estava no metrô de São Paulo, quando percebeu um homem (tarado!) ejaculando em sua calça. Pelo texto, dá pra sentir a revolta que a moça sentiu. E a gente se pergunta: "Até quando?". (Para ler, clique aqui

Pensando nisso, a blogueira britânica Rockstar Dinosaur Pirate Princess teve a ideia genial de lidar com isso, comparando a uma xícara de chá. A produção é da Blue Seat Studios, e a abordagem ficou incrível! Dá uma olhada!

Muito bom, né? Ideias criativas como esta vale a pena compartilhar! 

terça-feira, 2 de junho de 2015

É Tendência: Tortoiseshell Hair!

Para as antenadas de plantão, o Tortoiseshell Hair é o hit do momento! 

O cabelo, que leva o nome de "Mechas Tartarugas" lembra o casco de uma tartaruga mesmo, mesclando tons de dourado, mel, castanho e marrom. Para quem não faz manutenção nas luzes ou no ombré hair com muita frequência, como é o meu caso, o Tortoiseshell Hair é excelente opção. 

As luzes marcadas ficaram para trás! As cores do cabelo ficam levemente esfumadas, deixando a aparência de naturalidade e os fios, claro, extremamente iluminados. "É praticamente impossível copiar o cabelo de outra pessoa. Cada resultado varia de acordo com o caimento dos fios, redemoinhos e características únicas", conta o cabeleireiro Marcelo Ceron.

Algumas famosas já adotaram o visual: 



Eu, que estava louca para iluminar ainda mais meu cabelo, fiquei apaixonada por este estilo e adotei pra mim! Dá uma olhada no "processo de criação", hahaha!

Primeiro, separamos as mechas que ficarão mais claras que as outras e let's go!
O Marcelo, meu cabeleireiro, usou dois tipos de produtos para deixar os tons diferentes um do outro.

Toda loira precisa de: Matização! Mãos à obra!

Minha companheira de espera, Mel, que tem Tortoiseshell Hair naturalmente. Uma diva, né? haha!
O detalhe das luzes, quase imperceptíveis, que fazem toda a diferença!

A ansiedade estampada no rosto pra ver o resultado! Ai, socorroooo!!!

O resultado final, DIVO! Amei tanto, mas tanto!!
                       

Se interessou? Eu super indico o Marcelo Ceron, do salão Pallazo Dei Capelli. É um profissional antenadíssimo, que tira de letra o loiro perfeito e entende exatamente o que queremos. Qualidade comprovada e preço justo! Antes de sair pintando por aí, marque uma avaliação com ele e verifique as necessidades do seu cabelo. Ele é a pessoa indicada para te dizer se o seu cabelo está em condições de aplicar tintura, como vai ficar e quanto será cobrado (vai por mim, é bem menos do que você imagina, e menos ainda do que você gasta em casa para consertar as tentativas falhas de platinar o cabelo cor-de-gema!)


Facebook: Marcelo Ceron | Contato: (19) 3367-1048 ou (19) 3234-0567 

Minha dica, de especialista em amarelar o cabelo: 
Escolha e confie em um profissional adequado. Você não vai se arrepender!